Muragens

1 canal, 720p, tamanho widescreen

01min35s

2020

A cidade de Juiz de Fora fica localizada no sudeste mineiro, ou região também conhecida como Zona da Mata de Minas Gerais. Tendo vivido nela por oito anos, embora tenha morado

a maior parte de minha vida no litoral de Cabo Frio-RJ, Região dos Lagos, observava que durante os feriados, datas comemorativas e o verão, um fluxo se fazia em direção ao litoral, partindo da cidade. Era curioso percebê-la vazia nesses períodos de descanso e férias.

Em 2020, durante o primeiro ano da pandemia do COVID-19 e diante das incertezas e ansiedade decorrentes do isolamento social, eu sentia falta de voltar ao mar e de ver minha família, enquanto observava como se manifestaria o fluxo de pessoas rumo à Região dos Lagos naquele verão.

"Muragens" consiste na inserção de vídeos do mar da Praia do Forte (Cabo Frio) em estado de ressaca em um painel de LED destinado a anúncios publicitários, no centro de Juiz de Fora. Os vídeos foram editados e reunidos em uma gravação que era exibida, a cada 15 minutos e durante quatro dias consecutivos, às vésperas do verão de 2020, na Av. Presidente Itamar Franco, uma das principais vias da cidade.

Trazendo a propaganda como um embate entre utopia e distopia, em que cruzam-se refúgio e absurdo, trabalho e lazer, turismo e cultura, o trabalho busca se posicionar em um lugar

de deslocamento da violência que as imagens no espaço público ocupam, sobretudo no que tange o campo do desejo e a forma como organizamos a vida. 

Agradecimentos:

José Santos

Maycow Fernandes

Washington da Selva

Trabalho realizado com os recursos do Prêmio Janelas Abertas 2020 (Pró-Reitoria de Cultura da Universidade Federal de Juiz de Fora).