retrato_matheus_de_simone_quadrado.jpg

EDUCAÇÃO

2020
Mestrado em Artes, Cultura e Linguagens pela UniversidadeFederal de Juiz de Fora (UFJF). Dissertação intitulada "Cartografias do jogo: entre corpos, afetos e poder".

Curso Arte e(m) Contexto, com Lucas Icó. Escola de Artes Visuais do Parque Lage {EAV) [Monitor].

2019
Bacharelado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Trabalho de Conclusão de Curso intitulado "Naufrágio".

2016
Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

2013
Técnico em Petróleo e Gás pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia campus Cabo Frio.


 

INDIVIDUAIS

2019
Exposição individual dos artistas da 1ª edição da residência Hospitalidade/Casa Aberta, Núcleo de Arte do Centro-Oeste, Olhos D'água, Goiás, Brasil. Curadoria de Nivalda Assunção.

2017
Eucarístico, Galeria Guaçuí, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Curadoria de Henrique Grimaldi. Patrocinada pela Lei Murilo Mendes de incentivo à cultura/Funalfa PJF

[1994, BR]

Matheus de Simone nasceu em Bangu, Rio de Janeiro-RJ, viveu oito anos na Zona da Mata mineira e hoje mora em Salvador-BA. É Mestre em Artes, Cultura e Linguagens pela UFJF, e bacharel em Artes Visuais e em Artes e Design pela mesma instituição. É técnico em Petróleo e Gás e integra o Grupo de pesquisa em Arte e Ecologias (GAE/UFRJ). Foi finalista do 6º Prêmio EDP nas Artes e bolsista do Lab Cultural 2020. Por meio de gestos e trânsitos entre performance, vídeo, escultura, desenho e fotografia, busca criar tensões entre espiritualidade e sexualidade, infância e memória, jogo e capitalismo, medo e confiança.

PRÊMIOS E BOLSAS

2020
Prêmio Lei Aldir Blanc da Secretaria do Estado de Minas Gerais / Premiação para Pesquisas Artístico-Culturais (Pessoa Física). Com a pesquisa "Desmontes".

Prêmio Janelas Abertas. Pró-Reitoria de Cultura da UFJF. Na categoria "Propostas a serem executadas", com o trabalho "muragens".

Prêmio Lei Aldir Blanc. Edital de Premiação Cultural do Município de Juiz de Fora / Linguagens Artísticas - Indivíduos.

2019
Bolsa de apoio à pesquisa de mestrado, concedida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Título da pesquisa: "Cartografias do jogo: entre corpos, afetos e poder". Orientação: Prof. Dr. Fabrício Carvalho. Dissertação de mestrado.

2018
Finalista do 6º Prêmio EDP nas Artes, Instituto Tomie Ohtake e Instituto EDP.

2º lugar na categoria Profissional Preto e Branco no 1º Concurso de Fotografia da UFJF.

RESIDÊNCIAS

2018
Hospitalidade/Casa Aberta - Olhos d'Água/GO. Brasil.

2017
Residência Temporal - Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora. Brasil.

2016
Residência de Verão - nuvem - Estação Rural de Arte e Tecnologia. Serra da Mantiqueira. Brasil.

COLETIVAS SELECIONADAS

2019
À beira do tempo. Galeria Guaçuí. Juiz de Fora-MG, Brasil. Comissão de seleção: Isabella Bianchi, Matheus de Simone e Vermelho.

Entre enigmas e percursos. Galeria Meht'lon, Jardim Botânico da UFJF. Juiz de Fora - MG. Brasil. Curadoria de Valéria Faria e Washington da Silva.

Pensamento Subversivo – 100 anos de L.H.O.O.Q. Galeria Reitoria, UFJF. Juiz de Fora - MG. Brasil. Curadoria de Valéria Faria e Washington da Silva.


2018
6º Prêmio EDP nas Artes, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo - SP, Brasil. Júri de seleção: Artur Lescher, Diane Lima, Fábio Morais, Luise Malmaceda e Virginia de Medeiros.

registro nº2, Casa Baka, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Curadoria de Charlene Cabral e Diego Groisman.

Festival de fotografia de Juiz de Fora. Centro Cultural Bernardo Mascarenhas. Juiz de Fora-MG, Brasil. Curadoria de Nina Mello.


2017
Territórios Circulares, Fórum da Cultura, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Curadoria e org. de Matheus de Simone, Raízza Prudêncio e Washington da Silva.

Homo Faber, @2nd House, São Paulo - SP, Brasil. Curadoria de Clayton Foschiani, David Azevedo e Mariana Schwartz.

Testemunhos possíveis, Museu de Arte Murilo Mendes, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Curadoria de Ricardo Cristofaro e José Alberto Pinho Neves.

Novas Poéticas #3, galeria online EIXO Arte. Direção Geral: Philipe F. Augusto; Comissão Curatorial: Germano Dushá, Guilherme Gutman e Pollyana Quintella.

 

2016
Novas Poéticas 2016, Fundação Museu do Futuro, Curitiba, Paraná, Brasil.

27ª Mostra de Arte da Juventude, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Função - Festival Instantâneo de Performance Urgente, Palmas, Tocantins, Brasil.

4ª Mostra IP - Mostra de Vídeos, Intervenções e Performances, Brasil.


2015
Festival de Audiovisual de Belém, Cine Olympia, Belém, Brasil.

IV Encontro ruído.gesto. Prédio das Artes Visuais da FURG, Rio Grande, Brasil.

Tatuagem (Foto 15), Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), Juiz de Fora, Brasil.

07.Videada, el espacio galpón, Lima, Peru.

Mostra Audiovisual Sem Destino (ASVD), Pinacoteca do Instituto de Artes da UFRGS, Porto Alegre, Brasil.

2014
Carne Fresca, Galeria HIATO, Juiz de Fora, Brasil.

III Festival de Artes do Corpo (FAC), IAD-UFJF, Juiz de Fora, Brasil.

Olhe para mim (Foto 14), Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), Juiz de Fora, Brasil.


2013
II Festival de Artes do Corpo (FAC), Museu de Arte Murilo Mendes - MAMM, Juiz de Fora, Brasil.