sobre (a)mar

vídeo

08'10"
2014

No trabalho "Sobre (a)mar", videoperformance realizada na Praia do Peró (Cabo Frio, RJ), exibida no III Festival de Artes do Corpo (FAC/IAD, UFJF) e na Mostra Audiovisual Sem Destino (Instituto de Artes da UFRGS), o artista se encontra coberto por barro seco, de forma que sua pele parece estar quebradiça e fragilizada. Com uma pá enferrujada, vai até a beira da praia e começa a cavar um buraco, sem parar. Deita-se então na cova que fez e ali permanece, até que a água o atinja e lave o barro que está em seu corpo.

O mar e o barro são elementos cujos significados atribuídos pelo artista vão ao encontro do que quer expressar: o contraste entre a força e fragilidade, resignação e revolta, dor e serenidade. A importância do mar e da terra está, sobretudo, na abordagem da ausência e presença na performance: de início o artista, mesmo que carregue em si traços da natureza (barro) em si, não faz parte dela, mas aos poucos vai imprimindo sua marca na areia até que, por fim, integrado à praia, permite que a água o envolva e leve de volta a terra.

Agradecimentos:

 

Cleverson Maciel

Maycow Fernandes

Rebeca Rose