something you wanna tell me
something you wanna tell me

Algodão, atadura, esparadrapo, cabelo, cera, gaze, gesso, papel, plástico e silicone. 39 x 53 cm. Ano: 2022

press to zoom
why I'm in love now
why I'm in love now

Algodão, atadura, esparadrapo, cabelo, cera, gaze, gesso, papel, plástico e silicone. 47 x 35 cm. Ano: 2022

press to zoom
I can see in your eyes
I can see in your eyes

Algodão, atadura, esparadrapo, cabelo, cera, gaze, gesso, papel, plástico, sal e silicone. 22 x 39 cm. Ano: 2017

press to zoom
something you wanna tell me
something you wanna tell me

Algodão, atadura, esparadrapo, cabelo, cera, gaze, gesso, papel, plástico e silicone. 39 x 53 cm. Ano: 2022

press to zoom

Topografias de espuma e sal

“Topografias de espuma e sal (2017-2022)“ é uma série de colagens realizadas a partir de recortes em páginas de revistas homoeróticas dos anos 90 e início dos anos 2000, em composição com elementos curativos e impermeabilizantes, além de materiais orgânicos, como pelos, cabelo e fibras naturais. Cada trabalho busca evocar uma superfície epidérmica que recusa a assepsia e serve de território para tensões e costuras entre desejo, corpo e memória.

 

Os títulos de cada peça foram retirados de músicas em inglês, de gênero pop e eletrônico, frequentes em festas e boates GLS(sic) do período em que as revistas foram publicadas. Ao criar essas composições, procuro cartografar minha adolescência no litoral brasileiro, atravessada por uma cultura visual pop da virada

do século — arrastando, para hoje, anacronismos e ruínas.